domingo, 4 de outubro de 2009

Lembrei de Mario Quintana na minha casa muito enGRAÇAda.

Te Amo Livremente
Simplesmente
Não posso sentir saudades de ti.
Não dá para existir saudades
De quem mora dentro de mim
Na minha casa sem fim...

Um comentário:

ligia.aggio disse...

"não faz diferença
se você vem amanhã
ou não vem
desisti de esperar
por alguém
cuja ausência
me faz companhia"

Martha Medeiros