sábado, 8 de novembro de 2008

Amizade

Se não houver o cultivo apropriado, ela morre. Regar é fundamental. Um presente, uma palavra, um olhar. Senão, o inevitável é a secura, a aspereza. A não-vida. Se feridas não forem cicatrizadas, uma sangria mortal pode desfalecer a união entre dois seres. Por que a existência que vale a pena é aquela em que vivemos no outro, e o outro vive em nós.

4 comentários:

Victor Jabbour - VJ disse...

Lembrando também, caro Josa, que o excesso de água, contraponto daquilo que também mata, pode ser prejudicial. Sempre alimentando o bom senso e vivendo intensamente com respeito! Assim, podemos viver no outro e outro viver em nós! Grande abrax!

Josa disse...

com certeza, meu caro!

Bom senso, cautela, equilibíbrio...

vamos regando...

abs!

Daneka disse...

Eis aí uma triste verdade.
Espero que vc não experimente a dor de ver uma amizade morrer...

Josa disse...

Tenho tentado regar, minha cara. O caminho muitas vezes é árduo, cheio de pedras.

Mas vamos q vamos!

abs, minha amiga!

josa