quarta-feira, 29 de abril de 2009

Serena (Teus Olhos)




Na nuance dos olhos teus,
Quanto a sonhar em ceu aberto!

Em nuvens marcadas de desejo,
Vaporosas, em sílabas rarefeitas,
O corpo, em plasma, se consome.

Maestria naquilo em que não há resposta.
Só o encontro, em tormentas refletidas,
Inspira e sinergiza o encanto,
De seu rosto, em beleza serena.

É lastro, a essência, o firmamento.
Teus olhos ... (...)

3 comentários:

ligia.aggio disse...

Victor, muito obrigada pela poesia....... de coração. Fico lisongeada por, de certa forma, inspirar poesias belas

=)

a foto ficou muito boa assim também! aliás... o cabelo está mais parecido com o que está agora! (loiro) rs...

bem... é isso. Engraçado e inusitado ler palavras escritas por um "desconhecido", inspiradas em uma imagem que tanto gosto e {sinto} tanto me traduz

VJ disse...

Lígia...
Fico imensamente feliz que tenha gostado! Confesso que quando entrei no blog, na ocasião em que o Josa publicou a poesia e a foto, fiquei realmente impressionado. A imagem, extremamente bela e ao mesmo tempo misteriosa, com as palavras do nosso amigo, que foram perfeitas naquilo a que se destinavam.
Movido por esse impulso/energia, resolvi contar, através do meu foco, a mesma sensação que talvez ele tenha sentido ao ver a foto e tenatar imaginar o âmago.
Então, deixei a mente à vontade para lançar minha versão. Foi fiel àquilo que senti. Espero ter completado a sintonia! Inverti a foto, pois simbolicamente é a outra faceta da mesma sensação[e que bom que corresponde ao atual...rsrs!].

Aproveito pra lhe dizer que fico feliz com sua ingressão, com tantas palavras e sentimentos bonitos para mostrar. Venha com força!

Espero que em breve possamos fazer um encontro entre os autores desse pedaço de espaço/ tempo... vai ser demais!

Desculpe me alongar! julguei necessários! Rsrs!

Bjoss! Seja bem-vinda!

ligia.aggio disse...

hoje reli meu agradecimento no post abaixo, "gratíssima, Lígia", e reli sua poesia...... incrível como os dois têm conexão! Acho que reler é sempre um exercício precioso. Depois de falar sobre a Magia, no meu último post, "semeadores do Grão, pescadores da poesia viva", vim reviver a Magia da Vida que cito no agradecimento... acho que agora me encontro num momento parecido com esse em que iniciei os textos aqui {e acho ótimo!}

reler sua poesia foi realmente especial, parece que apreendi melhor, mais e mais

meus olhos 'serenos' metem mais medo que um raio de sol
hahahaha

de alguma forma, me vejo muito em tudo que disse..... muito bom ter essa troca, esses amigos... vamos marcar logo esse encontro-Grão!

(e desculpem me alongar também...... mas de vez em quando faz bem)

beijo!