terça-feira, 28 de abril de 2009

gratíssima, Lígia



=)

que possamos então compartilhar nossos ares e renová-los {sempre}

grão a grão neste chão, neste Tempo Rei

respiremos juntos, compartilhemos nossos sopros {de vida}

sejam eles de paixões que se estouram, como bexigas
num parque de diversões

ou de amores aventureiros que sobem e brilham alto até se queimarem no infinito de um céu estrelado {duma noite de São João}

que sopremos, por fim, brisas suaves a campo aberto, vindas de planícies da alma... e ventos fortes, vindos de além-mar, donde o espírito eterno do Tempo vem nos soprar ao ouvido d'alma nuances do Amor e da Magia da Vida

2 comentários:

Rapha disse...

mas que delicia boa!
o blog ta que um romance so!
amor

Rapha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.