domingo, 29 de novembro de 2009

oníricografia

porta aberta
entra ilusão
luz roxa
a guiar o então

viagem canto
tanto a cavar
tanto a calar

3 comentários:

Lígia Aggio disse...

lindo.

simplesmente.

final incrível.

Victor Jabbour disse...

Palavras mágicas, Josa.
A ideia e a essência. Mágico!

Ao reencontro!

joao silvio veloso disse...

Uma porta aberta!!


Uma porta aberta esta posta!
Escancarada e além do mundo das idéias,
Não virtual, visível e real.
Engendrada com propósito
Do estar, do abrir e do entrar
Num portal, por tal que vive
Numa luz inacessível de glória!
Que abre a ninguém jamais pode fechar
Que sendo em si também uma “porta”,
Tem domínio e autoridade para destrancar
Fecha; quem é suficiente para abrir?
E que quando abre,quem poderá fechar!
Estando como Senhor de tudo e de todos
Vivendo,Existindo e Sendo,
Tendo a chave da vida e da morte !
Cutuca do lado de fora para entrar
Numa portinha não posta e fechada
A um pequeno portão, a um grão de porta
Dizendo: “Eis que estou à porta...”
“...Se alguém abrir a porta...entrarei”

oldneo